Segundo a prefeitura, local receberá pacientes de baixa e média complexidade, que ficarão em observação até 12 horas.

Hospital funciona diariamente, das 7h às 19h.

Começa a funcionar o hospital de campanha em Cascavel O Hospital de Campanha Nei Senter Martins, em Cascavel, no oeste do Paraná, começou a funcionar nesta segunda-feira (22), conforme a prefeitura.

Apenas moradores com sintomas da Covid-19 devem procurar a unidade. Segundo o município, o local funcionará diariamente, das 7h às 19h, como centro de triagem para receber pacientes de baixa e média complexidade com sintomas respiratórios. CORONAVÍRUS NO PARANÁ: veja as principais notícias DÚVIDAS: perguntas e respostas sobre o assunto BEM AQUI: RPC tem plataforma onde você encontra os estabelecimentos e serviços que estejam atendendo Cerca de 100 profissionais da Secretaria Municipal de Saúde estão trabalhando no hospital.

Segundo a prefeitura, eles foram transferidos de cinco unidades de saúde, que estavam abertas apenas para o atendimento de quadros respiratórios. "Nós concentramos o nosso profissional, os nossos equipamentos de segurança, que é um problema porque está em falta, e tiramos parte do perigo de termos muitas pessoas com a possibilidade de ter o vírus em vários pontos da cidade", explicou o prefeito Leonaldo Paranhos (PSC). Para ser atendido, segundo a prefeitura, o paciente poderá ir até o local ou ligar para agendar a consulta.

O telefone do call center do município é (45) 3096-9090. Segundo a prefeitura, o paciente que precise ficar internado em observação será transferido para o Hospital de Retaguarda, em Cascavel Prefeitura de Cascavel/Divulgação Estrutura Conforme a Secretaria Municipal de Saúde, nesta segunda-feira (22), Cascavel tem 1.848 casos confirmados do novo coronavírus e 33 pessoas morreram vítimas da Covid-19. A unidade tem o nome da primeira vítima que morreu pela doença no município, Nei Senter Martins, e foi construída em dois dias durante a pandemia, em um centro de eventos.

O espaço tem 59 leitos de enfermaria, entretanto, eles não serão usados neste momento.

Apenas uma ala do hospital foi liberada, onde ficam os consultórios e as salas de observação.

Segundo a prefeitura, apenas a ala de observação foi liberada no Hospital de Campanha, em Cascavel Prefeitura de Cascavel/Divulgação A ala receberá pacientes que precisam de internamento por um curto período, de cerca de seis a 12 horas. Os que precisarem passar a noite internados, em observação, devem ser transferidos para o Hospital de Retaguarda Allan Brame Pinho, onde há leitos de enfermaria.

"Teremos uma ambulância disponível aqui o tempo todo.

O objetivo, nesse primeiro momento, é não estender o atendimento após às 19h.

Isso vai depender do volume e da demanda.

Durante a semana, se necessário, avaliaremos", disse o secretário de saúde Tiago Stefanello. Initial plugin text Veja mais notícias da região no G1 Oeste e Sudoeste.